Assessores de Miguel Coelho erram, perdem controle da direção e caem em abismo

Ao assessor de comunicação compete facilitar a relação entre o seu cliente  e com quem ele precisa se comunicar. Regra básica para uma boa assessoria de comunicação.
Não tem acontecido isso em Petrolina.O prefeito Miguel Coelho, anda batendo a cabeça com seus assessores de comunicação, que a cada esquina fazem uma barbeiragem. O caso mais recente envolveu o prefeito Miguel Coelho e o vereador Gabriel Menezes, por conta do programa Nova Semente.
Menezes, depois de terminada a última sessão do dia 09 de novembro (quinta-feira), foi para o seu veículo e de lá postou um vídeo,  onde dizia,  que o atual prefeito usava de artimanhas e naquele momento aprovava um projeto que decretava o fim do Programa Nova Semente. Se você não conhece o programa, foi justamente ele, que elevou o nome do ex-prefeito Julio Lossio à galeria de prefeito amigo da criança. Com o programa Nova Semente , Lossio se firmou no cenário politico-social, como um dos homens que mais cuidou das pessoas  na famosa cidade de Petrolina.
Por conta disso, Miguel Coelho, se viu forçado a mudar o nome do programa, que ao se falar nele, as lembranças todas se voltavam para o ex-prefeito. De janeiro até novembro, mudanças bruscas foram acontecendo dentro do Nova Semente. De lá para cá, mais de 2 mil mulheres foram demitidas, bem como mais da metade das creches foram fechadas. Tudo isso sendo comunicado pela assessoria de comunicação,  como ajustes necessários. O fim da picada foi na última sessão da Casa Plinio Amorim. Menezes disse o que bem entendeu no vídeo. Daí, sem perder tempo,uma nota foi enviada, depois  retrucada e erros da assessoria começaram a aparecer. acompanhe:
A barbeiragem da Assessoria de Comunicação
ÁvidResultado de imagem para errosos para dar uma resposta em tempo hábil, os assessores saíram atropelando tudo o que aprenderam e jogaram por terra seus ensinamentos.
Primeiro ponto e primeiro erro: Não se faz uma nota gigante, isso cansa quem lê. Para que tantos parágrafos? O povo quer entender o que se lê, não precisa fazer um capítulo com versículos.
Segundo ponto e segundo erro: Em nota de resposta, não se usa o sangue. A nota enviada pela assessoria, é cheia de mágoa e só fala da eleição passada e da derrota que, segundo a assessoria,  não foi digerida por Gabriel Menezes. Entendam que já se passou mais de um ano daquela eleição. Já são onze meses de gestão Novo Tempo. Como não digeriu?
Terceiro ponto e erro crasso: Nota é assinada pelo executivo , a nota tem que começar dizendo que o prefeito…  que o governador… Erraram e começaram dizendo que era a assessoria que assinava. Usurparam o poder da assinatura.
Quarto ponto: Se era para enviar a nota, enviasse através de um vereador, jogasse a briga para dentro do campo de batalha da Câmara dos vereadores, é la´que tem que ser o embate, e não colocar Miguel Coelho dentro de uma celeuma que era de fácil compreensão. Que Gabriel discutisse com seus pares, com aqueles que tem a mesma autoridade na cidade. Mas erraram e colocaram Menezes com o mesmo tamanho de Miguel Coelho. Barbeiragens que poderiam não teResultado de imagem para errosr acontecido. E vai acontecer de novo.
Como já dissemos por diversas vezes: Alguém precisa avisar ao executivo que o carro da assessoria de comunicação está desgovernado. Perderam o controle da direção e estão caindo em abismo.
Por Cauby Fernandes

Gabarito oficial do Enem 2017 será divulgado na quinta-feira

 

O gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será divulgado na próxima quinta-feira (16) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A correção das provas é feita usando a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.
Dessa forma, um item em que grande número dos candidatos acertarem será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item.
Por isso, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Dois candidatos que acertarem o mesmo número de questões podem ter pontuações diferentes. O estudante só tem como saber a nota final no Enem quando o resultado sair.
A correção é feita por meio de um sistema de reconhecimento no qual a Fundação Getulio Vargas e a Cesgranrio extraem os dados com as respostas das questões objetivas de cada participante, durante a etapa de digitalização. Por isso, é imprescindível que o preenchimento do cartão-resposta tenha sido realizado com caneta esferográfica de tinta preta.
O Boletim de Desempenho deverá ser disponibilizado aos participantes em 19 de janeiro de 2018.
Fonte: Agência Brasil.

Gonzaga Patriota propõe promoções de Policiais Militares e Bombeiros em PE

 

 

Preocupado com os crescentes índices de violência em Pernambuco, o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) propõe ações emergenciais ao governador Paulo Câmara (PSB). O parlamentar entregou, na última sexta-feira (03), um ofício ao gestor do estado, no qual sugere a promoção dos atuais sargentos e subtenentes, além da convocação de todos os aprovados nos exames médicos e de aptidão física do concurso para Policiais Militares (PM) e Bombeiros (BM).
Patriota voltou a falar sobre sua proposta em discurso nesta sexta-feira (10), na Câmara. “Com todo respeito aos concurseiros, que sempre os apoiei, como por exemplo, com a PEC nº 02/03, de minha autoria, que é para obrigar o servidor público que está à disposição de outro órgão, faça a opção, ficando onde está ou retornar ao órgão de origem, para abrir sua vaga para mais um profissional. Mas não dá para aceitar um Estado que não faça o que estamos propondo: a progressão do seu servidor. O governador já olhou esta proposta, mandou ao Secretário de Defesa Social e ao Comandante Geral da PMPE, é que possamos fazer diferente. É oportunizar a um soldado que estuda, ser promovido a Cabo, porque está na Lei. É uma promoção por merecimento. E seguir nessa progressão até virar Coronel”, explicou o parlamentar.
Além de sugerir a inserção desse “plano de cargos” dentro da corporação, Gonzaga aconselha à formação de mais oficiais. Ele alega que a quantidade atual de concursados a ser convocada para iniciar o Curso de Formação de Oficiais 2017, que inicia em 27 de novembro deste ano é “insuficiente para atender às necessidades de ambas as instituições e, por consequência, da sociedade pernambucana”.
Foram ofertadas no atual processo interno de preenchimento dos quadros de oficiais, 194 vagas para a PM, sendo 97 destinadas ao critério de merecimento para preenchimento mediante concurso e, outras 97 pelo critério de antiguidade, pelo qual, os subtenentes mais antigos serão convocados, sem a necessidade de se submeterem ao referido processo de seleção interna. A mesma regra se aplica aos Bombeiros. Serão 30 vagas pelo critério de merecimento e 30 pelo critério de antiguidade. Totalizando, assim, 60 vagas.
“Porém serão chamados 194 candidatos a PM e 60 pleiteantes a Bombeiros, para realização dos exames médicos e de aptidão física, sendo selecionados apenas a metade. Minha proposta é que todos os que forem aprovados nesses exames e ficarão como suplentes sejam convocados, ainda que ultrapasse a cota”, disse Gonzaga Patriota.
Ainda de acordo com o socialista, a formação desses oficiais ocorrerá no prazo máximo de 06 meses, tornando praticável a apresentação de 514 tenentes à sociedade pernambucana, em meados de 2018. “Em conjunto, estas ações acabarão com a situação de sargentos, acumulando funções, uma prática irregular, porém recorrente, devido à quantidade insuficiente de oficiais. Essa adição terá baixo custo financeiro ao estado; a promoção acarretará em custo reduzido de formação; acompanhará a tendência nacional de carreira única e progressiva, propiciando ao efetivo, a busca pela melhoria e qualificação”, disse.
O ganho será, consequentemente, em maior motivação. “Promover sargentos e subtenentes ao posto de tenente acarretará em benefício para as demais praças da Corporação – um “efeito cascata”, pois cada militar avança na antiguidade para promoção à graduação subsequente. Tais promoções geram boas expectativas, fazendo inclusive, com que a evasão de bons profissionais para outros órgãos, (Tribunais, Polícias Civis, Federal, entre outros) tenda a diminuir”, argumentou Patriota.
Outro argumento usado pelo parlamentar em ofício entregue ao Governador Paulo Câmara, foi a aprovação recente, na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (ALEPE), da criação dos novos Batalhões, Companhias Independentes, Grupamentos de Bombeiros e Centros Técnicos de Vistorias. Com esse crescimento e expansão, era esperado o aumento do efetivo de tenentes, mas o que de fato houve, foi uma redução em 28% dos tenentes na PMPE e, aproximadamente 10% no do CBMPE.
Por fim, Patriota defende que a sociedade civil e entidades como OAB, Igrejas, CDL, entre outros, pedem o resgate urgente do projeto “Pacto pela Vida”, que trouxe notabilidade em nível nacional, ao modelo de Gestão de Segurança Pública adotado em Pernambuco. “Para isso é necessário o aumento de efetivo, não só na base, mas também nas funções de comando de guarnição e operações estratégicas, desempenhadas, sobretudo, pelos oficiais”, finalizou.
Apesar de ter feito o ofício para que o governador enviasse à ALEPE, o legislador alega que fará um projeto em nível nacional para promover melhorias nas corporações em todo o país.

“O parlamentar que representar o povo e tiver juízo não votará a favor da Reforma da Previdência”, dispara Gonzaga Patriota

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) criticou duramente, em entrevista à Globo News exibida nesta sexta-feira  (10), a nova minireforma da Previdência proposta pelo Governo Temer, contendo 50% do texto original. Segundo o parlamentar, não houve diálogo com os legisladores ou com a sociedade civil.
“Para fazer esta reforma, o Governo Federal teria que ter conversado com o Parlamento e o Parlamento, com o povo. Nada disso foi feito. A proposta apresentada, a princípio, não tem como passar. Essa maneira como quer agora, de última hora, em final de ano, ou em final de governo para o ano, também é uma coisa ruim, porque não é estudada. Do jeito que está, é para recuperar o que foi desviado da Previdência. Foram bilhões desviados para outras funções, como a aposentadoria dos homens e mulheres do campo, que era para ser do Tesouro Nacional”, disse o socialista.
Para Gonzaga, quem votar a favor da proposta do governo não estará se posicionando em prol do Brasil. “Eu acho que quem for parlamentar, que representar o povo e tiver juízo, não vota essa proposta como estava e nem como ele [Temer] pretende fazer”, disse Gonzaga Patriota.

 

Não tem carro pipa para Petrolina e secretaria de Desenvolvimento Rural usa de enrolação

Resultado de imagem para enrolação

 

Uma enrolação! Essa é a palavra menos dura que vamos usar para retratar  o que está acontecendo em Petrolina. O secretário Zé Batista da Gama , que é o homem responsável pelo atendimento para as pessoas no interior que precisam de água, já não sabe como articular as palavras quando o assunto é carro pipa.
Os munícipes do interior de Petrolina, podem esperar para janeiro ou fevereiro a contratação dos veículos, e o motivo é a falta de dinheiro nos cofres da secretaria. Enquanto isso, o latejar constante nas costas do prefeito vai continuar, as reclamações vão crescer, por que simplesmente não há o que fazer. Vereadores até se propuseram a comprar do próprio bolso o precioso líquido e enviar para as comunidades mais necessitadas, mas se assim fizerem, terão que ter muito dinheiro de reserva, por que se for esperar pela prefeitura, vai demorar.
Não tem desculpa! O governo Novo Tempo, vai usar a frase: ” A culpa é do Governo Estadual por não ter decretado o estado de emergência para Petrolina”.  Mentira.
O que não tem é dinheiro para contratação. Uma enrolação! Essa é a palavra menos dura que vamos usar para retratar  o que está acontecendo em Petrolina.
Com a palavra os responsáveis.
Por Cauby Fernandes

Por que Fernando Bezerra sumiu da mídia?

Resultado de imagem para fernando bezerra

 

Cadê Fernando Bezerra? O senador das águas, o papa partido, orgulho de Petrolina, sério candidato ao governo de Pernambuco? Sumiu de repente da mídia. Até o fim de outubro, todos os dias aparecia um nota falando dele em blogs, jornais e TVs.  Ás vezes em vídeos no Facebook, mostrando que sabe fazer a velha politica.
O homem sumiu! Sumiu também das  conferências, das reuniões no Estado, onde falava com ex-prefeitos, ex-deputados, com vereadores, com Dona maria do leite, enfim…Sumiu. Um silêncio estarrecedor ronda o clã de Fernando Bezerra, que usa a estratégia de calar , por entender que o momento não é nada bom, e o que  está acontecendo no País e no Estado, podem respingar no seu projeto ao Campos das Princesas. Oque Fernando bezerra deixa a entender, é que  momento é de engatar a marcha à ré  e esperar o tempo certo para seguir em frente.
Aqui pra nós. É bom se preparar para o que vem por aí. A estratégia de Fernando Bezerra é sempre agressiva, e certamente o que ele e sua equipe está preparando é sempre bombástico. A eleição é daqui a um salto sobre um palito, está às portas  e é preciso estar atento ao que vai acontecer. Estamos atentos e esperando o retorno das notícias.
Por Cauby Fernandes

Pesquisa da Facape aponta aumento no custo da cesta básica em outubro

 

 

Pesquisar para encontrar menores preços de produtos alimentícios é a alternativa que os consumidores de Petrolina-PE e Juazeiro-BA devem utilizar para realizar suas compras economizando no final do mês. É dessa forma que as pesquisas realizadas pelo Colegiado de Economia da Facape sobre o Índice da Cesta Básica (ICB) vêm contribuindo para que a população compare os preços e saibam como economizar na hora de fazer as compras.
Na última pesquisa realizada, referente ao mês de outubro na comparação com setembro, o ICB apresentou inflação de 2,02% em Juazeiro/BA e de 1,08%, em Petrolina/PE. Considerando as informações das duas cidades agregadas, a inflação no período foi de 1,56%. Assim, um trabalhador do Vale do S. Francisco que recebeu um salário mínimo de R$ 937,00, gastou 30,9% da renda com a compra de produtos da cesta básica. Isto significa que após a aquisição da cesta básica de alimentos, restaram R$ 647,63 para gastar com as demais despesas (moradia, transporte, vestuário, saúde e higiene e serviços pessoais).
Dentre os produtores que tiveram as maiores altas, destaque-se carne e banana. A carne está apresentando maiores preços devido ao período de entressafra e o aumento das exportações, que reduz a disponibilidade para o mercado interno. No caso da banana, houve uma maior oferta e os preços aos produtores se reduziram. Contudo, estes preços menores não foram repassados pelos supermercados aos consumidores.
Houve também uma queda no valor de alguns produtos, como o leite integral e o açúcar. A explicação para as reduções de preços está no aumento da oferta, tanto do leite quanto da cana de açúcar, devido à safra.
Ascom

Reforma trabalhista entra em vigor neste sábado (11) com novas formas de contratação

 

 

A reforma trabalhista, que entra em vigor neste sábado (11), alteras regras da legislação atual e traz novas definições sobre pontos como férias e jornada de trabalho. Ao todo, foram alterados mais de 100 artigos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e criadas duas modalidades de contratação: trabalho intermitente (por jornada ou hora de serviço) e a e o teletrabalho, chamado home office (trabalho à distância).
Veja alguns pontos que mudam com a reforma trabalhista:
Negociação
Como é: convenções e acordos coletivos poderiam estabelecer condições de trabalho diferentes das previstas na legislação apenas se conferirem ao trabalhador um patamar superior mais favorável ao que estiver previsto na lei.
Como ficará: convenções e acordos coletivos poderão prevalecer sobre a legislação. É o chamado “acordado sobre o legislado”. Sindicatos e empresas podem negociar condições de trabalho diferentes das previstas em lei. Não podem ser negociados os direitos mínimos garantidos pelo artigo 7º da Constituição.
Em negociações sobre redução de salários ou de jornada, deverá haver cláusula prevendo a proteção dos empregados contra demissão durante o prazo de vigência do acordo. Esses acordos não precisarão prever contrapartidas para um item negociado. No caso de empregados com nível superior e salário igual ou superior a duas vezes o limite máximo dos benefícios do INSS (R$ 5.531,31), os acordos individualizados se sobrepõem ao coletivo.
Férias
Como é: as férias de 30 dias podem ser fracionadas em até dois períodos, sendo que um deles não pode ser inferior a 10 dias. Há possibilidade de um terço do período ser pago em forma de abono.
Como ficará: poderão ser fracionadas em até três períodos, caso o empregador concorde, sendo que um deles não poderá ser inferior a 14 dias corridos. Os demais não poderão ser inferiores a 5 dias corridos cada um. Há vedação do início das férias dois dias antes de feriado ou repouso semanal.
Remuneração
Como é: a remuneração por produtividade não pode ser inferior à diária correspondente ao piso da categoria ou salário mínimo. Comissões, gratificações, percentagens, gorjetas e prêmios integram os salários.
Como ficará: o pagamento do piso ou salário mínimo deixa de ser obrigatório no cálculo da remuneração por produtividade. Além disso, trabalhadores e empresas poderão negociar todas as formas de remuneração, que não precisarão fazer parte do salário.
Demissão
Como é: quando o trabalhador pede demissão ou é demitido por justa causa, não tem direito à multa de 40% sobre o saldo do FGTS nem à retirada do fundo. Em relação ao aviso prévio, a empresa pode avisar o trabalhador sobre a demissão com 30 dias de antecedência com cumprimento do prazo trabalhado pelo empregado ou pagar o salário referente ao mês sem que o funcionário precise trabalhar.
Como ficará: além das modalidades anteriores de extinção, o contrato de trabalho poderá ser extinto encerrado de comum acordo, com pagamento de metade do aviso-prévio e metade da multa de 40% sobre o saldo do FGTS. O empregado poderá ainda movimentar até 80% do valor depositado pela empresa na conta do FGTS, mas não terá direito ao seguro-desemprego.
Contribuição sindical
Como é: a contribuição sindical é obrigatória. O pagamento é feito uma vez ao ano, por meio do desconto equivalente a um dia de salário do trabalhador.
Como ficará: a contribuição sindical será opcional, condicionada à autorização prévia e expressa do trabalhador.
Terceirização
Como é: a terceirização era permitida penas para atividades meio, como serviços de limpeza da empreda. No início deste ano, entrou em vigor lei, sancionada pelo presidente Michel Temer, que permite a terceirização em todas as atividades da empresa.
Como ficará: continua valendo a terceirização para todas as atividades da empresa. Haverá uma quarentena de 18 meses impedindo que a empresa demita o trabalhador efetivo para recontratá-lo como terceirizado. O texto prevê ainda que o terceirizado deverá ter as mesmas condições de trabalho dos efetivos, como atendimento em ambulatório, alimentação, segurança, transporte, capacitação e equipamentos adequados.
Gravidez
Como é: mulheres grávidas ou lactantes estão proibidas de trabalhar em lugares com qualquer grau de insalubridade. Não há limite de tempo para avisar a empresa sobre a gravidez.
Como ficará: gestantes e lactantes não poderão trabalhar em atividades que tenham grau máximo de insalubridade. Em atividades de grau médio ou mínimo de insalubridade, a gestante deverá ser afastada quando apresentar atestado de saúde de um médico de sua confiança. As lactantes dependem de atestado médico para afastamento de atividade insalubre em qualquer grau.
Rescisão contratual
Como é: a homologação da rescisão contratual de trabalhador com mais de 12 meses de emprego deveria ser feita em sindicatos.
Como ficará: a homologação da rescisão do contrato de trabalho pode ser feita na empresa, na presença dos advogados do patrão e do funcionário – que pode contar com assistência do sindicato.
Fonte: Folha de Pernambuco.

Comitê descarta acionamento de usinas termelétricas

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), ligado ao Ministério de Minas e Energia, decidiu, nesta quinta-feira (9), não acionar as usinas termelétricas mais caras, o chamado “despacho fora da ordem de mérito”, a partir de sábado (11). A decisão foi tomada em reunião extraordinária do comitê, durante a qual foram analisadas as condições de suprimento eletroenergético em todo o Brasil.
De acordo com informações do colegiado, as bacias com os maiores reservatórios de acumulação do Sistema Interligado Nacional (SIN) – Grande, Paranaíba, Tocantins e São Francisco – seguem enfrentando anomalias que resultam em chuvas abaixo da média. Juntas, essas bacias representam 80% da capacidade de armazenamento do sistema. Foram registradas melhoras nas bacias dos rios Paranapanema, Tietê e nas bacias da região Sul, de acordo com diagnóstico do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).
Para a próxima semana, a expectativa é de maior volume de chuvas na região central do Brasil e menor na Região Sul. Para a segunda semana, a indicação é de redução dos volumes pluviométricos na grande área central do Brasil, que poderão resultar abaixo da média histórica. Essa realidade deve persistir nos próximos 15 a 30 dias, segundo o comitê.
Apesar das dificuldades, o órgão informou que uma melhora no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, que elevou a expectativa de armazenamento em cerca de 4% ao avaliado na reunião anterior fez com que não houvesse a decisão pelo acionamento da geração termelétrica mais cara.
Fonte: Agência Brasil

Câncer de próstata: Cuidados preventivos de rotina devem começar por volta dos 45 anos

 

 

Cerca de 10% dos homens com 50 anos, 30% com 70 anos e 100% dos que chegarem aos 100 anos de idade terão câncer de próstata. Glândula responsável por nutrir os espermatozoides, a próstata passa a ser o centro das atenções após os 45 anos de idade, fase em que os cuidados com o órgão precisam ser redobrados.
No entanto, esse é um assunto que ainda configura certo tabu entre o público masculino. O exame de toque, que dura apenas alguns segundos e pode ser o grande divisor de águas entre um diagnóstico precoce com altas chances de cura e a detecção de um tumor já em fase avançada, apesar de ser cercado de mitos e preconceitos, felizmente tem sido procurado cada vez mais. Além do toque, outros recursos também são utilizados, como os exames de sangue e de imagem.
As chances de cura são de 80% a 90%; para tumores detectados precocemente. Quando o câncer é detectado em estágio avançado, essas chances diminuem para 10% a 20%.
Robótica a favor da cura
Nos casos em que o tumor já está instalado e nos quais a cirurgia já possui indicação, a prostatectomia robótica é uma das grandes aliadas na remoção do câncer. Dados mais recentes, presentes em dois estudos a respeito do assunto publicados em 2010 pelo Dr. Michael Zelefsky, do Memorial Sloan Cancer Center de Nova York e pelo Dr. Matthew Cooperberg, da Universidade da Califórnia, demonstraram que o risco de morte por câncer foi de 2,2 a 3 vezes menor em pacientes tratados com cirurgia.
A prostatectomia robótica, que utiliza a precisão e a característica minimamente invasiva dos procedimentos executados com o auxílio do robô, é uma das grandes ferramentas disponíveis hoje para a remoção dos tumores. Por meio da prostatectomia – executada no Hospital Moriah com o robô Da Vinci Xi, o mais moderno da América Latina e único exemplar do Brasil – o paciente enfrenta menor desconforto pós-operatório e conta com uma recuperação mais rápida.
A utilização da técnica robótica proporciona ao cirurgião melhor visão dos órgãos abdominais e movimentação mais suave dos instrumentos cirúrgicos, o que possibilita uma retirada mais segura do tumor com um risco bastante reduzido de lesão dos nervos e músculos adjacentes à glândula.
A prevenção ainda é a melhor opção em direção à cura. A recomendação é clara: homens com mais de 40 anos e que tenham casos de câncer prostático na família e com mais de 45 anos que não possuam histórico familiar devem procurar o urologista para consulta de rotina.
Fonte: Blog do Banana.