Pernambuco enfrenta aumento no número de assassinatos e violência doméstica em outubro

 

 

O estado voltou a registrar crescimento no número de assassinatos no mês de outubro. Segundo dados divulgados pela Secretaria de Defesa Social, foram 432 mortes notificadas. Em setembro, foram 410. Os casos de violência doméstica também cresceram. No último mês, foram 2.975, em setembro, 2.701. Por outro lado, a resposta dos investimentos em segurança pública já começa a ser percebida. A polícia prendeu 226 suspeitos de homicídio em outubro, 37 detenções a mais que em setembro, o que representa um aumento de 19,5%.
“Apesar de ainda não termos obtido um declínio mais acentuado dos homicídios, depois de sairmos da casa dos 500 por mês, como ocorreu em março e abril deste ano, estamos prendendo cada vez mais homicidas e desarticulando grupos de extermínio. Considerando janeiro a outubro de 2017, são 1.998 assassinos presos”, disse o secretário Antônio de Pádua.
A secretaria destacou que ampliou, em outubro, a base de dados para consulta pública em seu site (www.sds.pe.gov.br), “ratificando o compromisso com a transparência”. A novidade é a publicação das estatísticas de roubos a ônibus e as motivações dos crimes violentos letais intencionais (CVLIs), assim como a condição penal das pessoas assassinadas, “possibilitando uma visão mais aprofundada deste grave problema social que hoje desafia a União e os estados brasileiros”.
QUEDA NOS CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO
Em outubro, os crimes violentos contra o patrimônio (CVPs) caíram pelo terceiro mês consecutivo e tiveram a menor frequência desde fevereiro de 2016. Foram 8.429 ocorrências, contra 9.487 em setembro – 14% a menos. Entre as modalidades, a maior redução se deu nas ações contra instituições bancárias. Foi consumada apenas uma investida em outubro, o melhor resultado para crimes contra instituições financeiras desde agosto de 2013.
VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER
Em outubro, foram denunciados e investigados 156 casos de estupro, contra 184 em setembro (- 17,95%). Já os casos de violência doméstica cresceram em relação ao mês anterior: 2.975 em outubro, contra 2.701 em setembro (+ 6,59% na média diária).
ROUBOS A ÔNIBUS
Em outubro, as estatísticas de assaltos a ônibus obtidas por meio do cruzamento dos boletins de ocorrência e a notificação compulsória das empresas de ônibus (conforme portaria do Grande Recife Consórcio), apontaram 65 casos, contra 75 em setembro (- 16,13%) e 107 em outubro de 2016 (- 39,3%). Em 2017, a Força-Tarefa Coletivos prendeu 272 praticantes contumazes. Desde a implantação da FT Coletivos, o número de celulares roubados em ônibus diminuiu. Em setembro houve 360 ocorrências, menos 13,9% em relação ao mesmo mês em 2016. A redução foi ainda maior em outubro, com 239 casos: 37,4% a menos em comparação com o mesmo mês no ano anterior.
Fonte:Diario de Pernambuco.

Ministério Publico vai à Justiça contra fechamento de agência do Banco do Brasil em Orocó (PE)

 

 

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) pediu à Justiça de Orocó, no Sertão do São Francisco, que impeça o fechamento em definitivo da agência do Banco do Brasil no município. A solicitação foi feita pela promotora de Justiça Rosane Cavalcanti por meio de ação civil pública com pedido de liminar. A iniciativa do MPPE é a terceira feita nos últimos meses, em meio a uma orientação proposta pelo Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Defesa do Consumidor (Caop Defesa do Consumidor) aos promotores das cidades em que as agências do banco que ainda não foram reabertas, depois de serem atacadas por bandidos.
A agência do BB em Orocó foi alvo de dois assaltos nos últimos três anos. O mais recente, em 9 de novembro de 2016, deixou o estabelecimento destruído, por conta da explosão causada pelos assaltantes. E não reabriu desde então. “Idosos e toda a população mais vulnerável se dirigem a cidades mais próximas para sacar seus benefícios, pensões e salários, gerando custo e risco a toda população”, diz a promotora no documento, impetrado na última segunda-feira 13 de novembro. Segundo Rosane Cavalcanti, o Banco do Brasil exigiu uma série de medidas de segurança, que foram cumpridas pelas autoridades. Mas, no último dia 20, os moradores receberam a notícia de que a agência seria fechada em definitivo.
Na ação civil pública, a promotora argumenta que o fechamento fere a Constituição e traz prejuízos econômicos óbvios. “O Código de Defesa do Consumidor atribui ao Ministério Público a defesa coletiva dos interesses ou diretos coletivos”. Ela requereu que a Superintendência Regional do BB em Petrolina “se abstenha de encerrar as atividades da agência de forma definitiva e que volte a prestar os serviços ofertados”, sob pena de multa diária de R$ 10 mil, a serem revertidos em favor da comunidade. O prazo para que a agência seja reaberta, caso a Justiça acate a ação, é de 90 dias.
Além de Orocó, os promotores de Cupira, no Agreste, e Escada, na Mata Sul, também entraram na Justiça para impedir que as agências sejam fechadas. “Enviamos aos promotores das cidades em que as agências ainda estão fechadas que entrem ações para evitar o fechamento em definitivo”, afirmou a coordenadora do Caop Defesa do Consumidor, promotora de Justiça Liliane da Fonseca Lima Rocha.
Fonte: Blog Edenevaldo Alves.

Prefeito de Afrânio Rafael Cavalcanti comemora a noticia da reabertura do Banco do Brasil na cidade

O Prefeito de Afrânio Rafael Cavalcanti recebeu o Superintendente do Banco do Brasil em Petrolina, Sr. Eliezio, que informou ao chefe do poder executivo que a cidade  está bem perto de ter sua agência do BB funcionando.
De acordo com a informação repassada ao nosso blog,  já foi nomeada a gerente Gabriela Pires para agência de Afrânio e que muito em breve será reaberta para movimentações que não envolvam dinheiro, por equanto. 

Ainda de recebemos  a informação que a  obra de reforma está sendo licitada e também iniciará em poucos dias. Após isso, a agência reabrirá plenamente.

O Banco do Brasil anunciou que diversas agências que haviam sido alvos de assalto em Pernambuco foram fechadas em definitivo.

O superintendente destacou que tem utilizado Afrânio como exemplo de empenho e mobilização, tanto por parte do poder público, como por parte da comunidade. Segundo ele, essa foi a razão preponderante para a reabertura da agência.

Portanto, todos os  afranienses estão de parabéns, por ter o prefeito Rafael Cavalcanti conseguido junto com a superintendencia  esse importante instrumento de desenvolvimento econômico de volta para a cidade.

Osório Siqueira mantém o suspense sobre eleição da Mesa Diretora da Casa Plínio Amorim

Nome dado como certo na briga pela Mesa Diretora da Casa Plínio Amorim para o biênio 2018/19, o atual presidente Osório Siqueira (PSB) vem mantendo o suspense em torno das especulações. Há poucos dias o processo eleitoral do comando do Legislativo em Petrolina ganhou um novo ingrediente após rumores de que Osório poderia antecipar o pleito.
O presidente, no entanto, continua diplomático sobre o assunto. Segundo ele, a maioria dos 23 vereadores aprovou a lei que determina a eleição para a Mesa Diretora até o dia 31 de dezembro. “A maioria é soberana, e vai depender (a eleição) da maioria”, declarou.
O atual presidente frisou que não vai impor sua candidatura, mas se mostrou otimista em disputar mais um mandato por entender que tem o apoio da maioria dos seus pares. Osório disse ainda ser natural a disposição de outros colegas cotados nos bastidores para concorrer ao cargo. “Cada um tem o direito de disputar a eleição”, afirmou.
Sobre a sessão plenária de ontem (14), Osório avaliou positivamente o fato de várias matérias terem sido analisadas e aprovadas sem polêmicas. “Ficamos felizes pela sessão produtiva”, declarou Osório, embora ressaltando que os debates mais acalorados também fazem parte da rotina da Casa. Ele deixou claro que o seu esforço é no sentido de evitar discussões “que não tragam melhorias à população”.
Fonte: Blog do Carlos Britto.

Cerca de 3 mil pessoas participam das atividades Semana Universitária 2017

 

 

 

Entre estudantes, professores e comunidade externa, cerca de 8 mil participaram da Semana Universitária 2017. As atividades, promovidas pela Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) e a Universidade de Pernambuco (UPE), aconteceram nos dias 08, 09 e 10 de novembro nos campi da Cidade Universitária. Entre os destaques da programação deste ano estão as apresentações dos trabalhos de pesquisa e as atividades de extensão que foram levadas até as comunidades.
Os diversos temas abordados durante a semana contemplavam as áreas de educação, saúde, direito, administração e tecnologia da informação. Cleiton Lima, aluno da UPE, acredita que o evento enriquece o aprendizado. “A Semana Universitária permite que nós divulguemos nossas pesquisas e fortalece os três pilares das universidades: o ensino, a pesquisa e a extensão”, comenta.
O professor da Facape Phablo Freire, que é um dos coordenadores da comissão científica, também acredita no potencial de aprendizado e, principalmente, de interação do evento. “A SU possibilita que os alunos possam ter contato com os três pilares das faculdades, seja nas atividades que são ofertadas ou quando eles trazem trabalhos que vão ser apresentados e discutidos. A importância maior de um evento como esse é aproximação que propicia entre os acadêmicos, professores e comunidade, de modo que a comunidade acadêmica e a comunidade local possam dialogar nesses espaços”, destaca.
Entre as 105 atividades da programação da semana, estão os minicursos, oficinas, palestras e mesas redondas que tiveram participação massiva dos alunos. Este ano, cerca de 200 trabalhos foram apresentados pelos estudantes e foram realizadas 24 atividades para a comunidade externa, com a promoção de serviços de saúde e ações educativas em diversos bairros de Petrolina.
De acordo com a coordenadora geral da semana, Flávia Fernandes, o perfil interdisciplinar da Semana Universitária ganha uma dimensão extensionista ao levar essas atividades desenvolvidas dentro da academia para ambientes externos. “Envolve toda a comunidade acadêmica da UPE e da Facape e as atividades extrapolam os muros da universidade”, destaca.
Mariane Mendes, diretora da UPE, destaca a parceira com a Facape em mais uma edição do evento. “A SU vem se consolidando ao longo dos anos e busca levar o que nós fazemos dentro das nossas instituições para a comunidade. É um momento em que as universidades se mostram e a sociedade pode se apropriar do que nós desenvolvemos aqui dentro. É um estímulo para aqueles que querem fazer uma formação superior. Abrilhanta nosso ano acadêmico e é uma grande alegria pra nós ter essa parceria com a Facape”, comenta.

TCE multa Ex-prefeito de Lagoa Grande por descumprimento da “Lei de transição”

 

 

A Segunda Câmara do TCE, na sessão desta terça-feira (14), aplicou uma multa no valor de R$ 4.000,00 ao ex-prefeito de Lagoa Grande, Dhonikson Amorim (2013-2016), por descumprimento de dispositivos da Lei Complementar Estadual nº 260/2014, que regulamentou o processo de transição no Governo do Estado e nas prefeituras pernambucanas. O relator do processo foi o conselheiro substituto Ricardo Rios.
A partir de representação feita por Abnilton Alves do Amaral, coordenador da equipe de transição do prefeito eleito em 2016, Vilmar Capellaro, O TCE instaurou uma auditoria especial a fim de averiguar o suposto descumprimento desta Lei, que se originou de um projeto apresentado na Assembleia Legislativa pela então deputada Raquel Lyra, hoje prefeita de Caruaru.
De acordo com a representação, o então prefeito “Dhoni” Amorim deixou de cumprir as seguintes obrigações previstas na Lei Complementar: ausência de acesso ao cadastro de pessoal e à lista dos fornecedores e prestadores de serviços; ausência de acesso à lista dos contratos e ao cadastro de bens móveis e imóveis; não disponibilização dos dados sobre a dívida ativa, sobre o almoxarifado, sobre o regime jurídico dos servidores e sobre o regime próprio de previdência.
CONTRADITÓRIO
O ex-prefeito alegou em sua defesa que os documentos solicitados pelo seu sucessor já constavam no site da prefeitura e que o não encaminhamento deles não causou qualquer embaraço à nova gestão municipal. Requereu, por isso, que a auditoria fosse julgada “regular com ressalvas” por entender que as falhas, “de natureza formal”, não causaram qualquer dano ao erário.
Após examinar as contrarrazões apresentadas pelo ex-prefeito, a equipe de auditoria do TCE chegou à conclusão de que restaram algumas infrações à “Lei de transição”, tais como ausência de acesso ao cadastro do pessoal ativo, não disponibilização da lista dos fornecedores, prestadores de serviços e respectivos contratos; falta de informações sobre o inventário dos bens móveis e imóveis, não disponibilização dos termos de parceria firmados no final da gestão e ausência de informações sobre a contabilidade municipal.
O relator do processo, no entanto, considerando o relatório dos auditores e a defesa apresentada pelo ex-prefeito, entendeu ter havido descumprimento à Lei Complementar durante a transição de governo, julgou regular, com ressalvas, o objeto da auditoria, mas aplicou a multa ao ex-prefeito, determinando que o presente processo seja anexado à prestação de contas do município do exercício de 2016.
Fonte: Blog Edenevaldo Alves.

Restaurante é interditado pela Agência Municipal de Vigilância Sanitária em Petrolina

 

 

 

Nesta terça-feira (14), após denúncias, uma equipe da Agência Municipal de Vigilância Sanitária interditou um restaurante na Avenida das Nações, no bairro Gercino Coelho, em Petrolina. Durante a vistoria, o estabelecimento não apresentou condições mínimas de funcionamento, colocando em risco a segurança alimentar da população.
Foram apreendidos diversos produtos estragados, entre eles, frangos, peixes e baião de dois. O estabelecimento foi autuado e só será reaberto após a regularização de todos os itens apontados pela Agência de Vigilância Sanitária.
Para a realização de denúncias a população pode entrar em contato com a ouvidoria do município, através do número 156, ou pelo site: petrolina.pe.gov.br.
Fonte: Blog do Banana

Frente Parlamentar em Defesa da Chesf aprova ação popular para barrar privatização

 

 

Instalada no mês de setembro pela Assembleia Legislativa de Pernambuco, a Frente Parlamentar em Defesa da Chesf completa dois meses de trabalhos atingindo a marca de 11 audiências públicas realizadas e presença em atos e reuniões que discutiram a proposta de venda do Sistema Eletrobras apresentada pelo governo federal. Durante a terceira reunião do colegiado, realizada nesta terça-feira (14), foi apresentado um balanço das ações e aprovado o texto da ação popular que será ajuizada na Justiça Federal contra o presidente Michel Temer e o ministro das Minas e Energia, Fernando Filho. A peça tem como objetivo garantir o cumprimento do regimento interno, a tramitação do projeto respeitando-se todas as comissões pertinentes, além de garantir a participação popular no debate da proposta.
Para o presidente da Frente Parlamentar, deputado Lucas Ramos (PSB), as discussões sobre tema precisam ser garantidas. “Procuramos exercer o debate amplo de um assunto tão complexo, que deve ser tratado junto à sociedade e dando espaço para as diversas opiniões. Infelizmente, ao longo de 11 encontros que participamos não houve um representante do governo federal presente defendendo a privatização”, criticou o socialista. “Vamos ingressar com a ação popular e com uma representação no Ministério Público Federal até o final da próxima semana para que sejam cumpridos todos os prazos no Congresso Nacional que possibilitem a participação popular. Caso o presidente e o ministro de Minas e Energia insistam em desrespeitar a Constituição, a ação irá impedir os desmandos do governo federal”, afirmou.
Os resultados dos 70 dias de atuação da Frente podem ser observados, além das 11 audiências públicas, em três visitas técnicas (usina de Paulo Afonso e eixos Norte e Leste da Transposição), duas visitas institucionais (ao Ministério Público Federal e ao Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido), uma reunião no Palácio do Campo das Princesas com o governador Paulo Câmara e participação no Congresso de Vereadores do Estado organizado pela União dos Vereadores de Pernambuco. “Com nosso trabalho, estamos dando voz a entidades e instituições diretamente ligadas à Companhia ou que demonstram preocupação com o uso múltiplo das águas do Rio São Francisco. Também percebemos que há uma resistência muito grande dos brasileiros, especialmente dos nordestinos, contra a privatização. É essa mensagem que iremos levar para o MPF”, comentou Lucas Ramos.
O vice-presidente do colegiado, deputado Odacy Amorim (PT), destacou que a Chesf desempenha um papel social importante para o Nordeste que deve ser considerado. “A Companhia tem compromisso com a irrigação, com o abastecimento e com o fortalecimento da agricultura em nossa região. A iniciativa privada não terá essa responsabilidade”, ressaltou. O relator da Frente, deputado Isaltino Nascimento (PSB), destacou a necessidade de elaboração de campanhas em meios de comunicação que apresentem o trabalho desempenhado pelos parlamentares. “Produziremos peças publicitárias para que a nossa mensagem chegue com ainda mais força para a população”, disse.
Em Pernambuco, as audiências públicas levaram o debate sobre o fortalecimento da Chesf e a preservação do Rio São Francisco para as cidades de Petrolina, Recife, Floresta, Cabrobó e Caruaru. Alagoas recebeu o debate nas cidades de Maceió e Delmiro Gouveia, enquanto Salvador e Paulo Afonso trouxeram as discussões para o legislativo baiano. João Pessoa (PB), Natal (RN) e Brasília (DF) também promoveram audiências que contaram com a presença de integrantes da Frente Parlamentar.
Até o mês de dezembro, estão previstas mais mobilizações em Brasília e nos estados do Rio de Janeiro, Amapá, Bahia, Alagoas e nas cidades pernambucanas de Recife, Lagoa Grande, Petrolândia e Salgueiro.

Trânsito continua engarrafado na Ponte Presidente Dutra e leitores tecem críticas

 

O trânsito continua complicado para quem quer sair de Petrolina rumo a Juazeiro (BA), gerando críticas de motoristas nas redes sociais. Como este Blog mostrou mais cedo, o trânsito na Ponte Presidente Dutra está engarrafada por conta de um caminhão quebrado. Esse veículo teria se chocando contra outro carro.
Leitores do Blog enviaram fotos mostrando como está a situação no local, com um engarrafamento extenso no Centro de Petrolina. Apesar disso, o trânsito flui normalmente no sentido Juazeiro-Petrolina. A chuva que cai nesta manhã complica ainda mais, principalmente para os motociclistas.
Fonte: Blog do Carlos Britto.

Discipulado: Osório Siqueira quer se tornar como Guilherme Uchôa

 

O deputado estadual Guilherme Uchôa, eleito chefe do Legislativo pela sexta vez consecutiva, não sabe, mas tem em Petrolina, um discípulo que segue à risca seus ensinamentos. Uchôa vai para  seu 12º ano  à frente da presidência da Assembleia Legislativa de Pernambuco. Um exemplo que tem sido admirado por muitos vereadores no Estado.
O presidente da ALEPE, é uma figura polêmica. Uchôa, é deputado estadual desde 1995. Paulo Câmara é o terceiro governador Socialista que o deputado assiste passar pelo Executivo desde que assumiu a Alepe. Na linha sucessória, já exerceu o Governo cinco vezes. Quando o PSB precisou reeleger o Prefeito do Recife, Geraldo Julio, o pedetista foi criticar a oposição nos palanques. Talvez isso ajude explicar porque o PSB, que tem 14 dos 49 deputados, desistiu de tentar retirá-lo da presidência. Os 12 anos à frente de um dos poderes do Estado são um feito inédito, desde que a república foi proclamada em 1889.
Cover
Como no início escrevemos, em Petrolina,  o discípulo de Uchôa,  quer se tornar como o mestre. Osório Siqueira já é presidente pela quarta vez, já foi prefeito interino  e comanda a Casa Plínio Amorim com apoio de todos os vereadores. Por essa razão, Siqueira, quer continuara no topo da onda. Movimentos pro reeleição já começam a circular nos gabinetes e corredores da Casa Plínio Amorim.
Agora, já está tudo certo para que  o vereador Osório Siqueira do PSB e cover de Uchôa , possa se  tornar mais uma vez  presidente e  se manter no cargo  pela  quinta vez.  A maioria dos vereadores,  já estariam dispostos a reconduzir  Osório ao cargo de presidente até o fim da legislatura que  se encerra em  2020.
Por Cauby Fernandes