Daily Archives: 5 de julho de 2017

 

O deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) foi escolhido, há pouco, pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados como relator do processo de denúncia do presidente Michel Temer por crime de corrupção passiva. A denúncia foi apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

A acusação está baseada nas investigações iniciadas com o acordo de delação premiada da JBS. O áudio de uma conversa gravada pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da empresa, com o presidente, em março, no Palácio do Jaburu, é uma das provas usadas no processo.

O ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) também foi denunciado pelo procurador pelo mesmo crime. Loures foi preso no dia 3 de junho por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin. Em abril, Loures foi flagrado recebendo uma mala contendo R$ 500 mil, que teria sido enviada pelo empresário Joesley Batista, dono da JBS.

 Para o procurador, Temer usou Rocha Loures para receber vantagens indevidas.

Segunda feira (3), o  presidente Michel Temer afirmou ter “quase certeza absoluta” de que a denúncia feita contra ele pelo procurador Rodrigo Janot não será aceita pelo plenário da Câmara.

“Eu tenho confiança [na base do governo no Congresso]. Estou muito obediente ao Congresso. Tenho esperança, quase certeza absoluta, de que teremos sucesso na Câmara”, disse o presidente em entrevista à rádio BandNews.

Temer afirmou ainda que a denúncia apresentada por Janot é “inepta” e que está “animadíssimo” com os resultados do desempenho da indústria, conforme divulgados segunda (3) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O advogado de Temer informou que irá apresentar a defesa hoje (5) na CCJ.

Senado aprova requerimento de urgência para votar reforma trabalhista

O Senado aprovou nesta terça-feira, por 46 votos a favor e 19 contra, o requerimento de urgência para tramitação do PLC 38/2017, que trata da reforma trabalhista.
Agora, o projeto pode ser colocado em votação depois de duas sessões ordinárias da Casa. A proposta terá a discussão iniciada na sessão desta quarta-feira, e a votação deve ficar para a próxima terça-feira (11).
A base governista quer votar o texto antes do recesso parlamentar, que começa no dia 18 de julho.
Para ser aprovado no plenário, o texto precisa de maioria simples (metade dos senadores presentes, mais um). Se passar sem mudanças, a reforma segue para a sanção do presidente Michel Temer.
Pressa
O governo tem pressa para aprovar o projeto, porque acredita que um resultado favorável pode sinalizar ao mercado que Temer tem condições de continuar no cargo e superar as crises econômica e política. A reforma trabalhista já passou por três comissões do Senado. Numa delas, a Comissão de Assuntos Sociais, a proposta governista, relatada pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), foi rejeitada.
Fonte: Veja/Agência Senado

Homem é preso no Bairro João de Deus com mais de 1,3 quilo de maconha

Policiais militares do 5º Batalhão prenderam ontem (4), no Bairro João de Deus, zona oeste de Petrolina, um homem por tráfico de drogas. Com o acusado – Márcio Rodrigues da Silva – os PMs ainda apreenderam 1,38 quilo de maconha pronta para o consumo.
Segundo boletim do 5ºBPM, a equipe chegou até Márcio após abordar Hugo Matheus da Silva Santos, 19, o qual foi flagrado com 100 gramas da erva, na Rua 35 do bairro. Ele acabou apontando Márcio como a pessoa que lhe vendeu a maconha.
Quando a polícia chegou à residência do acusado, na mesma rua, já percebeu um forte cheiro de maconha, que tinha sido consumida no local. A equipe ainda encontrou o valor de R$ 580,00 na casa de Márcio. O dinheiro estava dentro de uma carteira, debaixo do sofá.
Vizinhos relataram à polícia que Márcio teria jogado uma bolsa no telhado de uma das casas. A equipe do 5ºBPM localizou o objeto, que continha cerca de 400 gramas de maconha dentro, além de uma balança de precisão. Na residência da mãe do acusado, os policiais encontraram outra bolsa no telhado contendo mais 1 quilo da erva. No interior da residência também foi encontrado um pé de maconha, o qual a mulher informou que pertencia a outro filho, Vinicius, que fugiu ao perceber a chegada da polícia. Além do dinheiro e da erva, os policiais ainda apreenderam três celulares. O acusado e todo o material recolhido foram entregues à 1ª Delegacia de Polícia Civil (DPC), no Ouro Preto.
Fonte: Blog do Carlos Britto